Suspenso medicamento para câncer de mama

A Anvisa suspendeu, em todo o território nacional, a distribuição, o comércio e o uso de
todos os lotes do medicamento Anastrol 1mg (anastrozol), fabricado pelo Laboratório
Libra do Brasil S.A porque a empresa não conseguiu comprovar que os lotes do
medicamento são produzidos com um padrão único e, portanto, com o mesmo nível de
qualidade. É o que se chama tecnicamente de reprodutibilidade do processo de
fabricação.
A determinação da Anvisa não traz risco de desabastecimento, já que há pelo menos três
medicamentos com este princípio ativo disponíveis no mercado, incluindo genéricos e
similares. Também não haverá impacto para a política pública de medicamentos, pois
este produto não faz parte da Relação de Medicamentos Essenciais (Rename), ou seja,
não faz parte dos medicamentos utilizados pelo SUS no tratamento do câncer. A ultima versão da RENAME que continha o
anastrozol foi a de 2010.
No Brasil, a bula do medicamento traz a indicação de uso para câncer de mama em estágio inicial na pós menopausa.
A decisão da Agência está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (27/5).
Imprensa/Anvisa

A Anvisa suspendeu, em todo o território nacional, a distribuição, o comércio e o uso de todos os lotes do medicamento Anastrol 1mg (anastrozol), fabricado pelo Laboratório Libra do Brasil S.A porque a empresa não conseguiu comprovar que os lotes do medicamento são produzidos com um padrão único e, portanto, com o mesmo nível de qualidade. É o que se chama tecnicamente de reprodutibilidade do processo de fabricação.

A determinação da Anvisa não traz risco de desabastecimento, já que há pelo menos três medicamentos com este princípio ativo disponíveis no mercado, incluindo genéricos esimilares. Também não haverá impacto para a política pública de medicamentos, pois este produto não faz parte da Relação de Medicamentos Essenciais (Rename), ou seja, não faz parte dos medicamentos utilizados pelo SUS no tratamento do câncer. A ultima versão da RENAME que continha o anastrozol foi a de 2010.

No Brasil, a bula do medicamento traz a indicação de uso para câncer de mama em estágio inicial na pós menopausa.

A decisão da Agência está publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (27/5).

Fonte: Imprensa/Anvisa


Publicado em 28/05/2013

Link para matéria