Atuação da ANVISA no caso Lifaltacrolimus é novamente questionada

A Sociedade Interamericana de Vigilância Sanitária protocolou, em 14/10/2010, junto à ANVISA, nova carta solicitando esclarecimentos sobre a atuação desta agência reguladora no caso do medicamento Lifaltacrolimus (relembre o caso).

Nesta nova carta, a SIVS questiona a demora na emissão de um parecer técnico contrário à renovação do medicamento em comento, bem como a omissão da ANVISA, que tinha conhecimento de ações civis públicas questionando a eficácia do produto e mesmo assim não suspendeu o respectivo registro de forma preventiva.

Outros questionamentos realizados nesta nova carta são: o lapso temporal entre o indeferimento da renovação e o comunicado oficial; e a eficácia do Lifaltacrolimus quando do primeiro registro, o que apontaria uma deficiência da RDC 157/2002.

Leia aqui a carta na íntegra.